Loja em BH recebe a certificação LEED Retail

Compartilhe:

Facebook Twitter Google+ LinkedIn Email

Publicada em: 27/04/2016

Em novembro de 2015, a edificação alcançou o nível "Certified" da Certificação LEED Retail, uma importante conquista para o mercado de construção sustentável mineiro e nacional! A certificação internacional LEED (Leadership in Energy and Environmental Design) é uma ferramenta voluntária que quantifica parâmetros e o desempenho na adoção de práticas de construção sustentável na edificação, trazendo alguns benefícios, como: menor consumo de energia e água, gestão correta dos resíduos, melhora na qualidade do ar e conforto térmico, aumento do valor patrimonial, dentre outros.

O projeto arquitetônico da Nova Loja Tetum, que foi assinado pelo escritório Eduarda Corrêa Arquitetura & Interiores, teve a consultoria da arquiteta especialista em construção sustentável e LEED AP Ana Lucia Chagas Barbosa Santos, da empresa de comissionamento COMIS. Contou ainda com a consultoria em sustentabilidade da empresa EcoConstruct Brazil (Membro do GBC Brasil) e seguiu uma série de requisitos de sustentabilidade estabelecidos pela certificação LEED. 

A edificação da Nova Loja Tetum em Belo Horizonte/MG é um exemplo de interação entre projeto e a busca por soluções sustentáveis, demonstrando a importância da transformação na indústria da construção no que se refere ao consumo dos recursos naturais e a geração de resíduos. 

Veja as soluções sustentáveis adotadas na loja para alcançar a certificação  LEED Retail: 

No cuidado com a poluição na obra, várias ações foram inseridas do começo ao fim como, a varrição umidificada, lavagem das rodas, limpeza de calçadas, controle da erosão do solo, proibição do fumo, caçambas cobertas, etc. Foram preservadas 3 árvores originais do terreno: duas sibipirunas e um ipê-amarelo. 

Com o objetivo de incentivar o uso de transportes alternativos a edificação fornece bicicletário seguro para os visitantes e funcionários, disponibilizando mapas cicloviários e das linhas de ônibus que passam próximos à loja. 

No âmbito da eficiência energética, foram utilizadas estratégias de bioclimatismo, como o pé direito duplo com venezianas que propiciam ventilação noturna e grandes panos de vidro, na fachada sul, permitem ventilação e luz natural, evitando o uso de ar condicionado e reduzindo o consumo de energia. Os vidros receberam películas especiais de proteção solar, que filtram os raios UV sem bloquear a luminosidade diminuindo, assim, a entrada de calor no ambiente. Foram utilizadas lâmpadas econômicas, LED e fluorescentes e foi implantado sistema de automação da iluminação, que contribui para a economia de energia elétrica. 

A edificação conseguiu economizar mais de 40% do consumo de água. Foi instalado sistema de aproveitamento da água da chuva, destinada à irrigação, com uma caixa de armazenamento de 24 mil litros. Nas torneiras dos banheiros foram instalados sensores de acionamento e arejadores minimizando o consumo de água para 1,8 litros por minuto. Os vasos são equipados com válvulas de duplo acionamento e o mictório utiliza sistema de limpeza a seco, sem a utilização da água.

Na categoria materiais a edificação conseguiu desempenho exemplar pela compra de mais de 30% de materiais regionais e mais de 20% dos materiais escolhidos tinham conteúdo reciclado pós e pré-consumo em sua composição. Na belíssima fachada, foram instalados dois grandes painéis corrediços de treliças de bambu, material rapidamente renovável, que contribui para reduzir o uso de matérias-primas de longo ciclo de plantio. A madeira utilizada na edificação é certificada e proveniente de áreas de manejo sustentável. 

Durante a obra, aproximadamente 90% dos resíduos gerados foram destinados de forma correta e enviados para a reciclagem ou reutilização. 

Através de um rigoroso controle de entrada de produtos, como tintas, selantes, vernizes, colas e adesivos com baixa emissão de compostos orgânicos voláteis (COV), propiciou-se melhoria na qualidade ambiental do ar.

O projeto alcançou o alto desempenho, pois incorporou elementos de sustentabilidade desde o começo e todas as partes envolvidas estiveram unidas a favor da mesma causa: a certificação! Os objetivos foram alcançados!