GBC Brasil assume a Presidência da America Regional Network do World GBC

Compartilhe:

Facebook Twitter Google+ LinkedIn Email

Publicada em: 07/07/2016

A Rede Regional do World GBC é um dos comitês mais importantes de nossa organização, cujo objetivo é empoderar os GBCs e acelerar a transformação do mercado. Assumir a posição de Chair do ARN (America?s Regional Networking) é uma grande honra. Apesar de desafiador, visto que o continente Americano abrange diversos cenários de desenvolvimento e prioridades, podemos facilmente identificar um forte sentimento de colaboração entre todos os GBCs da América, do Canadá à Argentina. Isto nos dá força como um grupo, já que colaboração é um elemento chave para qualquer movimento de transformação baseado na sustentabilidade.

As Américas são lar de antigas civilizações, empreendedores e inovadores e comunidades de imensa diversidade. Ainda assim, as Américas do Norte, Central e Sul compartilham os riscos provenientes de cidades em crescimento, mudança climática e escassez de recursos. E todas reconhecem que edifícios oferecem uma oportunidade chave para lidar com estes problemas, mitigar riscos e melhorar comunidades. 

Nas Américas Central e Sul, o movimento de construção sustentável emerge de forma acelerada. Existem grandes expectativas de crescimento na região. Em alguns países, o movimento é uma demanda consolidada através de novos edifícios "triple A", e começaram a se espalhar por diferentes setores, como indústrias, centros logísticos, data centers e varejo. Políticas públicas em prol de green buildings e da inserção no setor residencial, que representa o maior volume de construções na região, serão os próximos passos. 

As Américas do Sul e Central possuem um mercado de construção sustentável menor porém muito ativo. Esta região é uma das mais urbanizadas do mundo, com 80 porcento de seus habitantes morando em zonas urbanas. Até 2050, estas cidades terão um crescimento de mais de 20 porcento, e contarão com mais de 315 milhões de habitantes. Implementar práticas de construção sustentável será crucial para assegurarmos a qualidade de vida daqueles que residem, trabalham e se divertem nestas cidades. 

Na América do Norte podemos observar maior experiência em comunidades e edificações sustentáveis. A região lidera o desenvolvimento de temas importantes para o movimento, como análise de ciclo de vida, declaração ambiental de produtos, edifícios net zero, saúde e bem-estar em escritórios e espaços edificados, performance de edifícios e ferramentas de certificação contínua.

A América do Norte tem o mercado de green buildings mais avançado, com previsões de que até 2018 construções sustentáveis irão contar por mais de um terço do setor da construção civil nos Estados Unidos. No Canadá, green buildings representam quase um quarto de trabalhadores do setor da construção. Setores comerciais, de manufatura, saúde, varejo e governamental continuam a conduzir a absorção de construções sustentáveis no mercado, enquanto alavanca construções sustentáveis de escolas e mantém o tema de habitação social prioridade. 

Através do World GBC e sua rede regional, GBCs das Américas trabalham com consistência e sinergia de forma a acelerar o desenvolvimento de novos tópicos na América do Norte e introdução destes na América do Sul e Caribe.

Refletindo sobre o propósito de nosso trabalho e o que já conseguimos atingir, me sinto abençoado por poder contribuir com os esforços de desenvolvimento do ARN. Mais ainda, encontrar e colaborar com líderes do movimento de green building das Américas que estão efetivamente mudando o mercado global da construção civil me dá confiança de que estou ajudando a construir o caminho para um futuro próspero, saudável e equitativo. 


Felipe Faria

Diretor Executivo

Green Building Council Brasil