Encontro na Casa Ecoeficiente da BASF discute os selos e certificações na construção civil

Compartilhe:

Facebook Twitter Google+ LinkedIn Email

Publicada em: 13/09/2016

As certificações ambientais para construções
vêm ganhando força nos últimos anos e promovendo mudanças no setor. Esses
impactos e benefícios foram discutidos no TechDay, realizado na CasaE, da BASF,
hoje, 13 setembro. O encontro contou com a participação da Fundação Espaço ECO®
(FEE®), Green Building Council e Inovatech, que contribuíram para ampliar a
visão do cenário atual.

"O objetivo do TechDay é promover o debate e
fomentar o desenvolvimento sustentável da construção no Brasil", afirmou Camila
Lourencini, gerente da Estratégia para Indústria da Construção da BASF. "Temos
muitas oportunidades para avançar de forma positiva na direção de edificações que
respeitem o ambiente, garantam produtividade, durabilidade e economia de
recursos. Mudar a forma
de construir é um dos grandes desafios globais", considerou.

Para o engenheiro Luiz Henrique Ferreira,
diretor da Inovatech, as certificações estão contribuindo para ampliar a
sustentabilidade no setor da construção, pois trouxeram um parâmetro tangível
para que o mercado consumidor possa comparar e avaliar diferentes produtos. "Acredito
que as certificações contribuem de maneira importante para separar o joio do
trigo, traduzindo um assunto complexo em algo que possa ser facilmente
absorvido pela sociedade", avaliou.

Segundo Felipe Faria, diretor executivo do
Green Building Council Brasil, a principal diferença do movimento da construção
sustentável no Brasil, que passa a se consolidar no corporativo e penetrar
outros setores, é o ambiente colaborativo criado entre iniciativa privada,
poder público, academia e sociedade civil organizada. "A colaboração é o
principal atributo para o sucesso dos movimentos de transformação em
sustentabilidade, e a iniciativa do TechDay, promovido pela BASF, é uma
ferramenta de discussão de tendências, tecnologias e identificação de
oportunidades para acelerarmos a mudança almejada", analisou Faria. 

Na avaliação de Rafael Viñas, analista de
Socioecoeficiência da FEE®, as certificações ambientais são concebidas como
ferramentas da gestão, ou seja, devem fornecer informações sobre as
características ambientais de um produto ou serviço, influenciando a decisão de
compra por conta de seus diferenciais. "Dessa forma, a participação de mercado
do produto ou serviço pode aumentar e outros fornecedores podem reagir, também
direcionando suas ações de produção, uso e descarte de forma mais consciente",
considerou Viñas. Para o analista, a Análise do Ciclo de Vida (ACV) dos
materiais e edificações está se tornando cada vez mais importante, inclusive
fazendo parte da avaliação de algumas certificações bem-conceituadas, como a
LEED.











O próximo TechDay está programado para o mês de
novembro, na CasaE.