10 Dicas para enviar uma boa proposta para a Sessão Educacional da Greenbuilding

Compartilhe:

Facebook Twitter Google+ LinkedIn Email

Publicada em: 21/01/2015

No ano passado o GBC Brasil junto com o USGBC e GBC Itália, criaram a maior plataforma global de transformação de mercado, que consiste em 3 eventos em diferentes continentes compartilhando apenas 1 ferramenta de inscrição de conteúdo técnico-educacional. 

Em 2014 foram 160 propostas enviadas ao evento no Brasil, cada uma foi 5 vezes revisada por 36 profissionais experts do mercado internacional e nacional, que julgaram 76 propostas interessantes para o evento. Estas foram novamente analisadas em um workshop com outros 18 experts do mercado que aprovaram 54 Sessões Educacionais para serem ministradas no evento Brasileiro. 

Após 1 ano de experiência com este formato, veja as 10 valiosas dicas, do GBC Brasil, para os profissionais que pretendem inscrever uma Sessão Educacional para a 6ª Greenbuilding Brasil Conferência Internacional & Expo 2015:


1. Seu conteúdo é atual e único? 
Os participantes buscam novidades do setor. Apresente uma Sessão com conteúdo diferenciado, atual e novo e que ainda não foi apresentado em outras edições e/ou eventos similares. 

O público é extremamente exigente e antenado. Por isso, os revisores são profissionais experts do mercado nacional e internacional com acesso a diferentes eventos, tendo conhecimento amplo sobre temas abordados.

2. O título é atraente e explicativo?
O título é a primeira informação que os participantes terão conhecimento. Explique rapidamente o que será abordado e irão querer saber mais a respeito da Sessão. 

3. O que os participantes aprenderão na sua Sessão?
Evidencie de forma clara os objetivos de aprendizado que auxiliarão aos participantes do evento a demonstrar interesse na sessão, além de serem determinantes para o processo de revisão e pontuação.

4. Sua proposta está evidenciando os diferenciais?
Lembre-se que a grade do evento é extensa, com mais de 60 Sessões Educacionais. Portanto, quanto mais objetiva e elaborada, mais provável de atrair a atenção dos participantes, sendo assim mais relevante para os Revisores.

5. Seja imparcial! 
Envolva seus parceiros, clientes e concorrentes para defender e corroborar com as ideias a serem disseminadas na sessão proposta, evidenciando a imparcialidade da apresentação. O foco do evento é a disseminação de soluções, estudos, projetos, realizações e conceitos.

6. Por que as pessoas querem te ouvir?
Apresente seu CV, experiências, qualificações, outros eventos em que palestrou, vídeos de palestras, entrevistas...tudo que te qualifique e seja um diferencial para falar sobre o tema proposto. 

7. Falará sobre a certificação LEED?
Caso sua proposta aborde conteúdos específicos do acerca do LEED, procure os profissionais mais capacitados para falar sobre a certificação: Profissionais LEED AP.

8. Qual a metodologia utilizada? 
Existem diversas formas de apresentar um conteúdo. Conversas com o público, debates com outros palestrantes, mesas redondas, palestras interativas?Como você pretende passar o conteúdo proposto e atrair a atenção dos participantes?

9. Não seja o único a palestrar, convide profissionais que agreguem conhecimento a sua apresentação, abordando outras visões. 

As palestras tendem a ser mais dinâmicas quando apresentadas por mais de uma pessoa. O formato de Sessão com mais de 1 palestrante costuma atrair mais participantes. Use isso a seu favor e convide um palestrante de renome que, além de você, todos queiram ouvir. 
10. Por que as pessoas vão querer ouvir o seu conteúdo?
A proposta é julgada pela força do seu conteúdo. Quanto mais elaborado e atual, maior as chances de atrair a atenção para que os participantes escolham sua Sessão.

Agora com essas 10 dicas para enviar uma boa Sessão Educacional, inscreva a sua clicando aqui