No Ceará, programa troca lixo por desconto na conta de energia

Compartilhe:

Facebook Twitter Google+ LinkedIn Email

Publicada em: 07/01/2015

O projeto, criado pela Companhia Energética do Ceará (Coelce), do Grupo Enel, incentiva os clientes a buscarem uma forma de compensar as emissões de gás carbônico (CO2) pelo consumo de energia elétrica. O Conta Verde, como está sendo chamado, faz parte do programa Ecoelce, que permite aos clientes trocarem resíduos recicláveis por descontos na conta de luz.

O coordenador da Área de Meio Ambiente da Coelce, Sérgio Araújo, ressaltou na última terça-feira (6), em entrevista à Agência Brasil, a importância de os consumidores saberem que, ao consumir energia elétrica, estão também emitindo CO2, ?neste momento em que as usinas térmicas estão operando a plena carga no Brasil?.  A ideia, acrescentou, é que haja ?conscientização da importância do consumo de energia elétrica de forma adequada, sem desperdício, e ao mesmo tempo a consciência ambiental de fazer a reciclagem?.

Araújo lembrou que, atualmente, tira-se muito mais da Terra do que sua capacidade de renovação.

A Coelce fez um estudo para saber o índice de redução do consumo de energia elétrica durante a reciclagem. No caso do alumínio, por exemplo, foi verificado que para produzir um quilo do produto são emitidos dez quilos de CO2 e, na reciclagem desse alumínio, são gastos em torno de 300 gramas. ?Existe uma diferença enorme ao se reciclar e ao se produzir. É essa diferença entre a produção tradicional e o que é reciclado que a gente considera para compensar as emissões de CO2 do cliente?, destacou.

A troca pode ser feita por bônus nas contas de luz com material reciclável, como latas de alumínio, ferro, plástico, vidro e metal. Se o cliente consome energia com eficiência, sem desperdício, e leva para os postos disponibilizados pela distribuidora tudo o que pode reciclar, ele vai chegar a compensar as emissões. ?O Conta Verde é um projeto de educação ambiental?, disse o coordenador.

Pessoas jurídicas do comércio e da indústria já têm acesso à iniciativa desde maio do ano passado, e o cliente residencial de baixa tensão passou a participar do projeto no mês passado. ?Os cerca de 3,5 milhões de clientes da Coelce já têm a informação de quanto emitem de CO2 na conta de energia, e sabem que podem compensar  por meio da reciclagem?.

João Félix Alves, morador do Conjunto Nova Metrópole, em Caucaia, na região metropolitana de Fortaleza, troca resíduos recicláveis por descontos na conta de luz no Ecoelce, e há dez meses paga a conta de energia com lixo. ?Agora, com a novidade da Conta Verde, além de ajudar o meu bolso, vou ajudar ainda mais a natureza?, manifestou. ?Ele compensa mais do que consome?, observou o coordenador da Área de Meio Ambiente da distribuidora. O consumo consciente mostra na conta de energia o quanto o cliente compensou suas emissões até 100%. ?A gente espera que ele se aproxime mais dos 100%?, salientou.

Sérgio Araújo informou que o projeto Conta Verde foi desenvolvido por meio do programa de eficiência energética da Coelce, mas está disponível para ser copiado por qualquer outra empresa do setor que queira replicá-lo.

O programa Ecoelce foi premiado pela Organização das Nações Unidas (ONU) como um dos projetos mais importantes para o alcance dos Objetivos do Milênio. O programa já beneficiou 430 mil clientes, arrecadou cerca de 18 mil toneladas de resíduos e concedeu R$ 2,3 milhões em bônus nas contas de energia. Atualmente, o Ecoelce conta com 102 postos de recolhimento no Ceará, incluindo a capital, Fortaleza.

Em SP também é possível reciclar para economizar

Através do programa ?Recicle Mais, Pague Menos?, os consumidores que são beneficiados pelas redes de transmissão da AES Eletropaulo também podem trocar resíduos recicláveis por desconto na conta.

Clique aqui para saber mais sobre esta iniciativa.  


Por Alana Gandra - Agência Brasil